Agentes Federais comandam Operação Tropa de Choque em Vilhena/RO #PECdoFBI

Os vereadores José Garcia, Vanderlei Graebin, Carmozino Alves Moreira e Junior Donadon foram presos por Agentes Federais (PF) em Vilhena (RO), a 700 quilômetros de Porto Velho.

O grupo de vereadores é suspeito de participar de um esquema de aprovação de loteamentos na cidade, mediante recompensa. Para os loteamentos serem aprovados, eles recebiam terrenos e quantias em dinheiro.

Até o momento, a PF acredita que o grupo tenha recebido mais de R$ 500 mil. O vereador José Garcia da Silva (DEM) foi preso em flagrante pelos mesmos crimes, na terça-feira (18). A prisão foi realizada pela PF, quando Garcia estava a caminho da Câmara de Vereadores do município

Policiais encontraram em seu carro, documentos de compra e venda de terrenos que seriam repassados a vereadores. O judiciário aceitou o flagrante de Garcia e reverteu em prisão preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. Ele permanece preso na Casa de Detenção da cidade. O vereador Vanderlei Amauri Graebin (PSC) foi preso pela PF na sexta-feira (21).

Segundo a PF, ele se entregou na sede da PF após a Justiça do estado decretar a prisão preventiva do parlamentar. Graebin, que foi reeleito nas eleições de outubro pela 6ª vez, também havia sido indiciado anteriormente por lavagem de dinheiro e corrupção.

O motivo da prisão de Graebin segue em segredo de justiça. Ele está sendo recambiado para Porto Velho/RO Carmozino Taxista foi preso em casa, no bairro Jardim das Oliveiras. Ele está no terceiro mandato consecutivo, e nas últimas eleições, foi reeleito com 921 votos.

O vereador Júnior Donadon, foi preso hoje (24/08) pelos Agentes Federais e provavelmente também está sendo trazido para Porto Velho/RO Também são suspeitos dos mesmos crimes os vereadores Jairo Peixoto e Marta Moreira.

1 comentário

Comentários encerrados.